Chapada dos Veadeiros – Dicas Gerais

Já tem meia hora que olho para a folha em branco no Google Docs e penso: E agora, por onde eu começo?! Falar sobre a Chapada dos Veadeiros, para nós, que somos “filhos do Cerrado”, é quase que como buscar as melhores palavras para se homenagear a própria mãe…

Pois bem, como muitos de vocês já sabem, somos de BSB (Brasília) e daqui para a Chapada dos Veadeiros, mais especificamente Alto Paraíso, são 230 km de estrada – que por sinal está uma maravilha!

Nossa última aventura até esse paraíso ocorreu recentemente, na virada 2015/16. Entre os dias 30/12 a 03/01/2016.

Vale salientar que esta foi nossa 6ª ida à Chapada dos Veadeiros. Já conhecemos muitos belos locais e maravilhosas cachoeiras, mas não se preocupe, ainda temos muito o que explorar/admirar/se apaixonar! Sim, pois a Chapada dos Veadeiros é um lugar abençoado por todos os deuses. Lá, qualquer ser humano com um mínimo de sensibilidade consegue ser tomado por uma completa paz interior!!
.
Abaixo um pedacinho do que você verá por aqui, sinta o gosto! – (Todas as fotos são de autoria própria.)

 

Esta postagem é introdutória e para facilitar sua vida, tome logo boas dicas, programe-se e VÁ!

*A melhor época para se visitar a Chapada dos Veadeiros é na época da seca. Preferencialmente entre os meses de Maio e Junho. Julho também é um mês bom,  mas é Alta Temporada e é também o mês do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.

*Respeite a natureza. Nunca deixe seu lixo para trás, especialmente bitucas de cigarro, pois a região é muito seca! Mesmo aqui em Brasília, nós sofremos muito nessas épocas em que a humidade chega a 10%. (Nativos de São Jorge que fumam dirigindo costumam guardar bitucas em potes de vidro que carregam consigo, jamais jogam pela janela).

*Lembre-se que você está em uma região de preservação, cheia de animais típicos do cerrado, logo, você provavelmente verá araras belíssimas, macaquinhos fofos da espécie sagui, entre outros. Mas como nem tudo são flores, você também pode se deparar com uma cobra, uma aranha ou coisa similar, mas não se apavore. Esses animais geralmente vão embora, eles tem mais medo de você do que você deles.

*Para evitar perrengues com os animais peçonhentos mencionados acima: deixe a barraca devidamente fechada (em caso de estar acampado), observe roupas que ficam estendidas no varal antes de retirá-las e dê uma olhada por dentro dos calçados. 

* Faça as trilhas de tênis, especialmente as mais longas!

 

Quarta-Feira, 30 de Dezembro. (Partiu pegar a estrada)

Como disse anteriormente, a distância entre Brasília e Alto Paraíso gira em torno de 230 km. Eu moro em Sobradinho – DF, que já é caminho para lá. Nas primeiras vezes que fomos até a Chapada a estrada estava bem ruim, mas foi feita uma nova, então a viagem é bem tranquila.

*Para quem vem de outros Estados a dica é: Venha de carro ou alugue um. Pois a maioria das cachoeiras ficam espalhadas entre as cidades de Alto Paraíso, Cavalcante e a Vila de São Jorge.

Ok, mas tenho pouca grana e quero “me virar” por lá: Neste caso, você pode pegar o ônibus da empresa Real Expresso, que leva até Alto Paraíso (2 saídas/dia), pode tentar uma viagem compartilhada pelo Blablacar, ou ainda, solicitar participação nos grupos do facebook: Conexão Chapada-BSB e Conexão Alto Paraíso-Brasília – Soluções alternativas, dois grupos de CARONA.

Experiência Própria – Pegando carona na Chapada dos Veadeiros:

Em nossa quarta viagem à Chapada, que ocorreu na época da Copa do Mundo de 2014 ( junho), tive que ir só, pois o namorado já estava lá com a família e eu tive que ficar mais um dia por conta do trabalho. Optei então por ir de ônibus, não sabia das caronas que saiam da cidade, até então. Fui pela Real Expresso, cheguei em Alto Paraíso e não sabia o que fazer. Eles (namorado e família) estavam em São Jorge. Eu poderia pegar um transporte que sairia R$ 80,00 (sem condições!), ligar para que me buscassem e atrapalhar o passeio que faziam aquele dia, ou tentar carona no Portal de Alto Paraíso, que fica bem na entrada e liga a cidade à São Jorge. Advinhem qual eu fiz? Sim, me senti mega-ultra-máster-power roots. hehehehe

A partir daí, sempre que possível (quando o carro não está abarrotado de coisas), passamos a oferecer carona também. Gentileza gerando gentileza.

 

Links Úteis:

Busca Ônibus

Bla Bla Car

 

blogs - vem pro cerrado


sudeste asiatico, por onde comecar - tailandia - laos febre amarela - anvisa

O Leve Sem Destino faz parte de alguns programas de afiliados, isso significa que se você fizer sua reserva através dos links parceiros encontrados abaixo, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

 

Hospedagem | Aluguel de Carros | Seguro Viagem | Chip 4G

Gif por Marco Martina


Mônica Rodrigues

Leonina, brasiliense de alma e coração, graduada em Administração em Comércio Exterior e apaixonada por tudo o que envolve o ramo (apesar de não atuar nele). Tem verdadeiro fascínio pelo desconhecido. Acredita que pessoas se tornam melhores ao se depararem com o externo/ diferente, o que foge da “bolha”. Se sente em paz ao viajar e carrega consigo seu namô e sua família pra onde quer que vá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *