Quanto custa viajar pelos países Chile, Bolívia e Peru

Fala galera! Em março de 2018 fizemos uma viagem de 32 dias para 3 países da América do Sul. Irei tentar demonstrar aqui o quanto gastamos nessa jornada e quanto custou nosso mochilão pelos países Chile, Bolívia e Peru. Então, vamos direto ao ponto:

 

O valor total para cada pessoa foi: R$10.957,05!

 

Mas calma! Não se assuste. Vou lhe mostrar que você não precisa e nem deve gastar toda essa grana. Vamos lá! Juntando tudo, nosso gasto total foi:

Total Para 2 PessoasR$21.915,00
1) Deslocamento Brasil-ChileR$840,00
2) HospedagemR$2.954,00
3) Deslocamento InternoR$4.105,00
4) PasseiosR$8.608,00
5) Gasto DiárioR$4.638,00
Seguro Viagem *R$ 770,00

* Nosso Seguro de Viagem foi fechado com a Assist Card que é parceira RBBV. Rede da qual fazemos parte.

Desses gastos, uma boa parte ficou no Atacama, já que foi o local mais caro que passamos. Sejamos justos, estamos no meio de um deserto!

Irei destrinchar essas despesas da tabela pra você compreender melhor, beleza? Então cola comigo e vamos lá! Afinal de contas: quanto custa viajar pelos países Chile, Bolívia e Peru?

QUE TAL 10% DE DESCONTO NO SEGURO VIAGEM?

Em sua viagem Chile, Bolívia e Peru, muitos problemas podem acontecer e você tem que estar amparado. Não se trata apenas de despesas médicas, mas também de outras, como: assistência farmacêutica, jurídica e auxílio no serviço de localização de bagagem extraviada. Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Para ganhar mais 5%, use o cupom LEVESEMDESTINO5.

 

1) Deslocamento Brasil-Chile

Iniciamos e finalizamo o mochilão por Santiago. Indo e voltando pelo mesmo ponto, há grandes chances de você conseguir passagens mais em conta. Pagamos cada um R$420 quando nem pelo Brasil encontrávamos tarifas por esse preço. Já estávamos planejando e guardando dinheiro, mas aguardando uma passagem em conta. Não imaginávamos que seria tão barata! rsrs. A dica é: Instale no seu Smartphone apps como Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis e fique de olho nas notificações. Uma hora sai! 😉

quanto custa - mochilao - viagem - chile - bolivia - peru - america do sul - machu picchu - cusco - atacama (35)
A prova de nossas passagens baratas rsrs

 

2) Hospedagem – Quarto Duplo ou Quádruplo c/ Banheiro Privativo

Hostel/HotelCaféCidadePreço Diária (casal)QuantidadeTotal
Hostel LaskarNãoAtacamaR$1427 (quarto quádruplo)R$997
Qantu HotelSimLa PazR$1423 (quarto duplo)R$425
IntikalaSimIsla del SolR$1291 (quarto duplo)R$129
Casa CampesinaSimCuscoR$623 (quarto quádruplo)R$185
WaynapataSimÁguas CalientesR$761 (quarto duplo)R$76
Andean Confort InnNãoCuscoR$1001 (quarto quádruplo)R$100
B&B Wasi IndependenciaSimLimaR$1102 (quarto quádruplo)R$220
Artesonraju Hostel HuarazSimHuarazR$402 (quarto duplo)R$80
La Quinta de AmatNãoLimaR$1151 (quarto duplo)R$115
Ichtus ParacasSimParacasR$751 (quarto duplo)R$75
El BoulevardSimHuacachinaR$1021 (quarto duplo)R$102
B&B Wasi aeroportoSimLimaR$1501 (quarto duplo)R$150
Bellas Artes ApartmentsNãoSantiagoR$1502 (apartamento quádruplo)R$300
Total:R$2954
  • As três últimas hospedagens sem link, nós não recomendamos (sinceridade é tudo, pessoal!).
  • Nos casos do Hostel Laskar e do Intikala, que são bons, infelizmente não existem mais no Booking. 🙁

Nosso orçamento para hospedagem pelos países Chile, Bolívia e Peru, foi sempre baseado em gastar pouco, mas com conforto. A maior parte da grana seria reservada aos passeios. Eles foram prioridade por todo esse tempo de mochilão. Portanto, quando saía muito caro alugar quartos para duas pessoas, dormíamos nós e o casal Viajando na Janela no mesmo aposento (quarto quádruplo).

 

O Hostel Laskar, no Atacama, escolhemos cientes que seria uma hospedagem sem café da manhã, pois a maioria dos passeios se iniciariam bem cedo (leia-se: durante a madrugada). Geralmente no local do atrativo (ou no meio do trajeto), a van estaciona e o motorista monta uma mesa de café da manhã. As opções de desjejum são bem tradicionais, que geralmente contam com: café solúvel, chá, pão, presunto, queijo, bananas e, como não pode faltar: dulce de leche. <3

Dica: Fique esperto. No Chile, além de pagar sua diárias normalmente, você terá que pagar o IVA, que somam 19% em cima da hospedagem. Dependendo do local, se você pagar em dólares, estará livre do imposto. Vamos abordar melhor esse assunto quando criarmos uma lista de opções de hospedagem. 🙂

No Atacama existem opções variadas de hospedagem. Por lá você encontra até hotéis 5 estrelas. Então sua escolha vai ser baseada em seu padrão e no quanto seu bolso consegue atender a ele. rs

 

3) Deslocamento Interno – Por Pessoa 

TipoCompanhiaDeslocamentoPreço
Avião (pago antes)JetSmartSantiago - CalamaR$258,00
Ônibus (pago na hora)TurBusCalama - San Pedro do AtacamaR$21,00
4x4 (pago na hora)Lithium AventuraTravessia do Salar de Uyuni** já contado nos passeiosR$535,00
Ônibus (pago na hora)Todo TurismoUyuni - La PazR$163,50
Ônibus (pago na hora)TransTiticacaLa Paz - CopacabanaR$30,00
Barco (pago na hora)-Copacabana - Isla del SolR$30,00 (ida volta+entrada na ilha)
Ônibus (pago na hora)TranszelaCopacabana - CuscoR$57,50
Trem (pago antes)PeruRailCusco - Águas CalientesR$ 291,50 (ida e volta)
Avião (pago antes)Peruvian Air LineCusco - LimaR$255,00
Ônibus (pago na hora)Cruz Del SurLima - HuarazR$70,00
Ônibus (pago na hora)OltursaHuaraz - LimaR$105,50
Ônibus (pago na hora)Cruz Del SurLima-ParacasR$70,00
Van (pago na hora)-Paracas-HuacachinaR$23,50
Carro-Huacachina-ParacasR$29,50
ÔnibusCruz Del SurParacas-LimaR$68,00
AviãoSky AirlineLima-SantiagoR$584,50
Total:R$2484,50

Obs: Em cada viagem de avião, optamos por pagar apenas um despacho para as 2 bagagens, já que nossos planos eram de fazer mochilões de até 10kg cada. Para isso, lavamos bastantes roupas em lavanderias.

Em nossa viagem pelos países Chile, Bolívia e Peru, os deslocamentos menores foram feitos de ônibus. Apenas as distâncias maiores seriam feitas de avião. Tanto que, como a ida e a volta para o Brasil eram por Santiago, precisamos pegar outro voo relativamente longo, o Lima-Santiago.

 

Para esses voos menores, a Sky e JetSmart, companhias chilenas, têm preços atrativos. Inclusive, a Sky começou, em 2018, a fazer a rota de várias cidades brasileiras direto para Santiago.

 

4) Passeios

Passeios (2 pessoas)Preço
Valle de La Luna e de La Muerte (Atacama)R$ 180,00 + R$ 36,00 de taxa de visitação
Pukara de Quitor (Atacama)R$ 12,00 por 2 horas (aluguel da bike) + R$36,00 de taxa de visitação
Laguna Cejar (Atacama)R$ 240,00 + R$ 180,00 de taxa de visitação da Laguna Cejar e R$24,00 da Laguna Tebinquinche
Geysers El Tatio (Atacama)R$ 336,00 + R$120,00 de taxa de visitação
Lagunas Escondidas (Atacama)R$ 300,00 + R$60,00 de taxa de visitação
Lagunas Altiplânicas (Atacama)R$ 624,00 + R$ 36,00 de taxa de visitação das Lagunas Miscanti e Miñiques + R$ 30,00 da Laguna Chaxa
Salar de Tara (Atacama)R$ 660,00
Vulcão Lascar (Atacama)R$ 1.020,00
Tour Astronômico (Atacama)R$ 240,00
Travessia Salar Uyuni (Uyuni)R$ 1070,00
Downhill Estrada da Morte (La Paz)R$ 310,00
Chacaltaya + Vale de la Luna (La Paz)R$ 120,00
City Tour, Vale Sul, Valle Sagrado e Maras e Moray (Cusco)R$352,00 + R$305
de boletos para visitação dos sítios arqueológicos
Machu Picchu (Águas Calientes)R$ 357,00
Glaciar Pastoruri e Laguna 69 (Huaraz)R$140,00 + R$140
de boletos para visitação de áreas naturais
Illas Ballestas e Buggy pela Reserva Nacional de Paracas (Paracas)R$ 200,00
Jeep nas dunas de Huacachina (Huacachina)R$ 82,00
Total:R$ 8.608,00

Sim! Durante nossa viagem pelos países Chile, Bolívia e Peru, fizemos muitos passeios e foi o nosso maior gasto disparado.

Vale frisar que não vale a pena economizar tanto no orçamento dos passeios. É sempre bom buscar agências de confiança para não passar perrengue. Pesquise!

Obs.: Não recomendamos que se faça tantos passeios assim. Você acaba por não sentir o lugar e chega em casa bem mais cansado do que saiu. Acreditamos que você possa se dar o luxo de trocar um passeio repetitivo por uma volta na cidade e um restaurante para curtir a gastronomia. Mas isso é apenas nosso ponto de vista.

 


Breve invasão da Monikete

Esse tópico é importante, talvez o mais importante desse post: não seja insano (como fomos!). Faz parte da experiência/vivência da viagem um passeio pela cidade (caminhando, gente! Bora sair um pouco da van!). Assim como também faz parte: visitar museus, experimentar a gastronomia e a vida noturna. Eu me arrependo amargamente de termos visitado tantas ruínas em Cusco, pois um dos pontos altos da cidade é a história presente nas ruas, nas enormes igrejas espanholas (que demonstram a força da colonização e o quão impactante foi esse período para os povos peruanos). Deixamos de tentar entender de forma natural o que estava a nossa volta, para sermos bombardeados por uma era da história. Obvio que há uma riqueza gigante nisso, um valor imensurável. Mas não é tão necessário para quem tem poucos dias. Você não absorve quase nada em tão pouco tempo!

Deixamos de sentir o clima frio e romântico das noites em Cusco. De tomar pisco sour em seu formato mais autêntico, porque estávamos “sempre muito cansados”, teríamos que acordar cedo demais no dia seguinte e nosso dinheiro estava contado. Eu sei,  esse é o nosso ponto de vista. Mas, definitivamente, o “fazer tudo” é bastante relativo, pois muitas vezes você vai ter que escolher, não tem jeito. E a pessoa que não tem grana para tanta coisa, não deveria deixar de ir, ou achar que curtiu menos porque deixou de conhecer 3 das 35 ruínas. É meu povo, eu tô exagerando.  Mas são muitas ruínas que demandam certo preparo físico. No final, elas aparentam ser a mesma coisa. Isso também vale para o Atacama com seus precinhos elevados. Para Huaraz com tanta Laguna (são lindas, claro. Mas não vejo necessidade de “zerar”). Enfim, nem era pra eu estar aqui…heheheh. Mas senti certa urgência em falar tudo isso. Continuando…


 

Para finalizar nossas orientações sobre os passeios nos países Chile, Bolívia e Peru, vai uma dica sobre Machu Picchu. Existem duas maneiras de chegar lá, partindo de Águas Calientes: ou a pé, ou de ônibus. Na primeira opção, você sobe pouco mais que 1700 degraus (foi o que fizemos). Na segunda, você desembolsa cerca de 24 dólares para subir e descer motorizado. Daí você terá que estudar o melhor custo-benefício para seu bolso rsrs. Veja essa e outras dicas sobre Machu Picchu no Viajando na Janela, de nossos amigos Fávio e Geisi (eles fizeram da segunda maneira).

 

5) Gasto Diário (alimentação,compras, táxi e outros) – por pessoa

Alimentação, compras, táxi e bebidasPreço
Total:R$2704,00

No Atacama, o preço das coisas é inflacionado. Lembre-se sempre: estamos em um deserto rs. Por conta disso, costumávamos cozinhar bastante no hostel. Fazíamos macarrão com atum e molho de tomate que era sempre acompanhado de um bom vinho chileno, a coisa mais barata que você vai encontrar no Atacama rsrs. Estou rindo, mas é verdade. 😉

Dica: Por R$ 20,00 você consegue encontrar alguns restaurantes locais para almoçar, no Atacama. Por exemplo, os restaurantes Los Carritosque ficam em frente à saída da Feira de Artesanato.

Em La Paz almoçávamos sempre no mesmo lugar, o Restaurante da Tia Glady’s. Lá a comida é gostosa, de ótima aparência, bom custo, e o estabelecimento em si era bem avaliado (leia-se: pessoas não sofriam intoxicação alimentar ao se alimentarem por aqui…rs). 

quanto custa - mochilao - viagem - chile - bolivia - peru - america do sul - machu picchu - cusco - atacama (31)

 

Já em Cusco, costumávamos fazer nossas refeições no Antojitos. Lá a comida é boa e o preço excelente. Por 15 soles você tem direito a entrada, prato principal e suco/refrigerante. 

Vale lembrar: pecamos em não termos nos aventurado gastronomicamente em todo o território peruano. O Peru é mundialmente conhecido por “exportar” os maiores chefs da culinária para o mundo. Cusco é um local que fazemos questão de voltar para degustar tudo isso e ficarmos “enamorados”. Sério, é uma cidade extremamente romântica. 

As lembrancinhas foram trazidas, em quase sua totalidade, de feiras, como o Mercado Central de San Pedro, em Cusco. As feiras em todos os 3 países Chile, bolívia e Peru são tentadoras. Mas era nesse último que a loucura do espírito consumista tomava conta da minha pessoa. (Monikete invadindo novamente). 

 

Uber: Ainda são um problema em Santiago, onde não é regulamentado. Já em Lima eles estão presentes, mas pode ser que tenham gostos peculiares para música…rs.

 Táxis: São verdadeiras latas com rodas em La Paz (mas o motorista era gente boa); 


E aí pessoal? Gostaram de nossas dicas sobre custos pelos países Chile, Bolívia e Peru?

Por enquanto é isso o que temos, a realidade de 32 dias intensos. Fizemos quase tudo o que programamos. Qualquer outra dúvida que surgir, deixem no comentário, que tentaremos lhes ajudar. E lembrem-se: Não tentem fazer todos os passeios que existem em um destino. Aproveitem a cidade em si. Mais importante do que fazer mil coisas, é estar no lugar que você sempre sonhou!

quanto custa - mochilao - viagem - chile - bolivia - peru - america do sul - machu picchu - cusco - atacama (2)
O belíssimo pôr do sol no Valle de La Muerte, Atacama

O Leve Sem Destino faz parte de alguns programas de afiliados, isso significa que se você fizer sua reserva através dos links parceiros encontrados abaixo, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

 

Hospedagem | Aluguel de Carros | Seguro Viagem


Fábio Brasil

Brasiliense, formado em Ciência da Computação e louco por tecnologia. Assim que começou a ganhar um pouco de dinheiro e comprou um carro, passou a viajar bastante com sua namorada e parceira de blog, Mônica Rodrigues. Degustador amador de vinhos, cervejas e bons drinks. Pronto para aproveitar o melhor que a vida tem a oferecer!

6 comentários em “Quanto custa viajar pelos países Chile, Bolívia e Peru

  • 19 de fevereiro de 2019 em 15:26
    Permalink

    ola!!!
    Estou indo agora em abril e nesse momento, pesquisando preços dos passeios pra ja ir com o bolso preparado. Quais agencias vcs fecharam os passeios do atacama e em qual agencia fecharam a travessia do salar? Indicam todas? obrigada!

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 22:09
      Permalink

      Olá Marina!
      Fechamos com a 123 Andes, uma agência de brasileiros muito bacana. E eles têm uma parceria com a gente, se você tiver interesse, nos avise, pois já deixaremos acertado pra você sair de lá com 10% de desconto! O Salar de Uyuni, também fechamos com a 123 Andes, que fez uma intermediação para que fossemos com a Lithium Aventura, a qual também indicamos!
      Aguardamos seu contato.
      Abraços,
      Fábio e Mônica

      Resposta
  • 19 de fevereiro de 2019 em 10:08
    Permalink

    Olá Fabio.
    Vou para o Peru em abril, passarei 9 dias. O roteiro é Lima, Cusco, Aguas Calientes e Machu Pichu.
    Passeios, hospedagens, aéreos já estão todos inclusos no pacote.
    Você teria uma previsão de quanto levar para demais gastos diários: alimentação, transportes, lembrancinhas rsrsrs
    Obrigada

    Resposta
    • 21 de fevereiro de 2019 em 21:51
      Permalink

      Olá Louise!
      Infelizmente, não teremos como lhe responder essa pergunta. É um pouco complicado pelo fato de que não sabemos seu perfil de viajante e nem quanto tempo ficará em cada cidade. Posso lhe dar umas dicas rsrs, por exemplo: ande de Uber por lá, sai mais barato; descubra antes de ir, os restaurantes/feiras que ficam próximos à suas hospedagens, principalmente em Cusco; separe uma grana legal para um restaurante bem avaliado em Cusco e Lima, o Peru é uma potência gastronômica. Faça isso!
      Espero ter ajudado! 😉

      Resposta
  • 28 de janeiro de 2019 em 10:51
    Permalink

    Olá Fabio, estou querendo fazer essa viagem, gostaria de saber o que você deixaria de fazer no Atacama já que fez a Travessia Salar Uyuni. Sei que não são os mesmo lugares, mas que teriam lagoas nas duas, quais seriam “indispensaveis” ?

    Resposta
    • 28 de janeiro de 2019 em 22:37
      Permalink

      Olá Ylla,

      Então, vou responder por nós dois enquanto Fábio descansa um pouco (esse post tomou o final de semana dele todinho…rsrs).

      Primeiramente, escolha uma das Lagoas Salgadas: ou as Lagunas Escondidas de Baltinache, ou a Laguna Cejar. Nós falamos sobre elas no post do roteiro, esse: https://levesemdestino.com/roteiro-para-o-atacama/

      Eu dispensaria a Laguna Cejar pelo alto custo. Lembro que pagamos cerca de 90 reais só para acessar o parque. Porém a segunda parte desse passeio (Tebinquiche e Ojos Del Salar) é a coisa mais maravilhosa de todos os tempos. Nós ficamos boquiabertos! Se você puder fazer essa segunda parte sem estar “casada” a Laguna Cejar, faça.

      Já as Lagunas que você vai encontrar durante a travessia do Salar vão depender da agência de sua escolha. Por exemplo, com a Lithium nós chegamos a passar pela Laguna Misteriosa (também chamada de Negra/Catal; e para mim, A MAIS fantástica de toda a travessia), mas com outras, há grandes chances de o roteiro ser diferente. O que costuma ser igual é a parte inicial do Parque Eduardo Avaroa (Lagunas Blanca, Verde e Colorada).

      Ah, fatores como o clima modificam o roteiro, viu? Quando fomos era época de chuvas, o Salar estava alagado. Não dá nem pra dizer como é lindo observar um espelho d’água infinito, poréeeeem, não pudemos conhecer uma floresta de cactos (Isla Incahuasi), pois o 4×4 não chegava.

      Olha, responder sua pergunta não é fácil. Tudo é muito incrível por lá! heheehehhe.

      Aproveitando, se você puder, dê uma olhada nos nossos links de afiliados (booking/ seguros Promo), pois reservando por eles você nos ajuda a manter o blog no ar, sem pagar nada a mais por isso.

      Curta muito. É uma experiência única na vida!!

      Abraços 😉

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *