Época de Chuva na Chapada dos Veadeiros: O que Fazer?

Olá você que chegou até aqui buscando desesperadamente opções para seu roteiro em época de chuva na Chapada dos Veadeiros. É, porque em algum momento de sua vida, algum infeliz desinformado te alertou que estar em Veadeiros nesse período não é bom.

 

Começamos a frequentar a Chapada, juntos, a partir de 2011. No início visitávamos nosso quintal só nos meses da seca. Até que surgiu uma oportunidade de passar a virada de ano por lá e nós não poderíamos perder uma chance assim. Fomos, curtimos como nunca e voltamos. E foi a partir dessa experiência que decidimos ir sempre que houvesse a possibilidade. Foi somente a virada de ano, é verdade. Mas lembro que nesse intervalo Rivas, nosso amigo do Camping Viveiro, nos dizia sobre a Chapada ser ótima o ano todo.

 

Outro excelente motivo para se estar em período de chuva na Chapada dos Veadeiros é a chance de visitar alguns atrativos que são muito melhor aproveitados quando as precipitações estão operantes. O caso mais clássico e evidente é o Mirante da Janela, um must go quase obrigatório, e logo abaixo vou explicar o porque.

Mas antes saiba: esse post surgiu de uma experiência. Foi vivenciado na prática, por 8 dias (e meio), entre as datas de 23 de novembro a 1 de dezembro de 2018.  Não vou colocar exatamente o que fizemos, pois o primeiro dia foi de montagem de roteiro e relaxamento no camping, pois sim, choveu pesado. Mas o restante correu bem! 🙂

 

Sem mais delongas, vamos ao que interessa:

 

1º dia  – Catarata dos Couros

Começamos logo pela maior, melhor e mais bela cachoeira. O mais imponente complexo! A Catarata dos Couros é muito buscada pela beleza e grandiosidade do espaço, mas é na época de chuva na Chapada dos Veadeiros que o verdadeiro significado de batismo dela se faz literal.

 

Dicas: durante o período de chuva na Chapada dos Veadeiros, o volume d’água se eleva com vontade, muito mesmo! Por conta disso a força das correntezas é algo que você deverá estar atento. Não se afaste demais! Também não salte ou mergulhe sem antes fazer o reconhecimento do território.

 Para uma maior segurança, esteja acompanhado(a) de um guia. Além do profissional te levar ao ponto exato onde se localiza a cachoeira, o mesmo poderá te orientar sobre onde é interessante se refrescar por ali.

Inseguro na montagem de seu roteiro?

Se você está confiante nas nossas informações mas ainda se sente inseguro(a) para montar seu roteiro, fale conosco! Basta apenas preencher um pequeno formulário com algumas informações e nós fazemos um orçamento para você. Organizamos um programa totalmente personalizado. De acordo com o estudo de seu perfil, lhe passaremos informações de hospedagem, alimentação, e claro, todos os atrativos organizados diariamente para você curtir bastante sua viagem à Chapada dos Veadeiros.

Fechando sua hospedagem e aluguel do carro em nossos links afiliados, você recebe seu roteiro DE GRAÇA!

 

2º dia – Almécegas

Ta aí um conjunto de cachoeiras que é excelente pedida o ano todo. As Cachoeiras Almécegas I e II, por terem grande volume d’água e com boa vazão, estão sempre ideais para banho e belas para as fotos. Durante a época de chuva na Chapada dos Veadeiros, a Almécegas I fica, particularmente, magnífica!

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (3)

 

Já a Cachoeira São Bento poderá estar em seu roteiro para o período de chuva na Chapada dos Veadeiros como opção de contemplação, pois o poço (que já é grande e volumoso), chega ao máximo de sua capacidade, sendo difícil transitar pelas pedras e parte seca. Em resumo: boa parte do espaço reservado aos banhistas fica encoberto pelas águas. A correnteza também deverá ser observada.

Dica: Na mesma trilha que leva à Almécegas I, há uma bifurcação, um outro caminho que chega às piscinas naturais que ficam acima da queda. Elas também são ponto interessante para banho. Aproveite!

Saiba mais sobre a Fazenda São Bento e todo o espaço nesse post (que será atualizado em breve..rs).

 

Casadinha

De manhã curtimos as três cachoeiras da Fazenda São Bento e, já umas 16 horas, levei a Julia, do blog Fora da Toca, para o almoço (quase janta, né?) no Rancho do Waldomiro. Lá ela experimentou todas as cachaças e licores. Eu não pude acompanhar porque estava dirigindo…rs.😁 Almoçamos. Uma matula para cada, pois o dragão faminto estava descontrolado. 

Pensa que parou por aí? Nada disso! Como estávamos em horário de verão (outra vantagem que acontece praticamente por todo o período da época de chuva na Chapada dos Veadeiros), saímos do Rancho com céu claro e seguimos até o Jardim De Maytrea. Ambos os pontos seguem sentido São Jorge, mas não são distantes da Fazenda São Bento (para quem está motorizado). Ficamos ali por alguns minutinhos, tiramos fotos e, como Julia parecia super animada com tudo, resolvi seguir até São Jorge.

 

  • Da Fazenda São Bento até o Rancho do Waldomiro são 9,5 km;
  • Já do Rancho até o Jardim de Maytrea são 2,3 km;
  • Do Jardim de Maytrea até São Jorge são mais 15km;

 Na vila, mostrei para ela algumas lojinhas fofas, daquelas que te sugam para dentro…rs. Ela não resistiu e comprou algumas lembrancinhas. Minha loja preferida lá é a Galeria Preguiça.

Dica: Na região da Chapada dos Veadeiros, existem muitas cachoeiras distantes que vale muito a pena conhecer. Alugue um carro e conheça-as por conta própria!


3° dia – Mirante da Janela

Um dos lugares mais fenomenais de toda Veadeiros! 9 em cada 10 visitantes da Chapada colocam esse atrativo no roteiro. Há quem queira fazer na época da seca (e leve adiante essa ideia louca), mas isso não é o recomendado. O motivo, está logo abaixo.

 

A Trilha que leva ao Mirante da Janela possui um ponto de banho: a Cachoeira do Abismo. Porém, este espaço só existe durante a época de chuva na Chapada dos Veadeiros. E quando a gente fala isso, leve ao pé da letra. 3 dias sem chover e o Abismo some, simples assim – ele é muito pequeno.

Por ser considerado um trecho puxado e o caminho longo para quem não tem costume de fazer trilhas, 8 km em sua totalidade, fazer o percurso em tempos de seca se torna algo castigante. E cá entre nós: a parte boa de fazer a trilha é a recompensa né? O banho!! Obvio que o visual do mirante é algo fabuloso sempre, mas o banho no final é a cereja do bolo. 🙂

Olha, nós não recomendamos que o visitante vá ao Mirante da Janela durante o período de estiagem, mas, como sei que tem quem encare essa loucura (rs), vou deixar o relato aqui do casal Fábio (xará do meu namô) e Cleber, do Viagens Cinematográficas.

4º dia – Cachoeiras Santa Bárbara e Capivara

Como assim Santa Bárbara em pleno período chuvoso?! Menina, é nessa época que o negócio fica bom de verdade!! Hahahah

Saiba que as Cachoeiras Santa Bárbara, Capivaras (e até a Candaru), são sempre apropriadas para um gostoso mergulho. Agora, a primeira e mais buscada, a Santa Bárbara, fica ainda mais bonita é nesse período. Sim, é na temporada de verão que o sol bate dentro da cachoeira, ilumina essa joia e realça a cor. Sério, como fica lindo!!

 

O horário que o sol ilumina aquelas águas é das 10 às 14 horas;

Mas veja bem, para você não ficar frustrado: se chover enquanto você estiver na Santa Bárbara, pode ser que a cachoeira se apresente num verdinho mais discreto. Até porque, se nuvens cobrirem o sol, a cor é outra. Para mim, ela continua sempre linda.

Para você saber do que estou falando, segue uma foto de um dia que estivemos nela em que choveu antes, enquanto estávamos na estrada. Chovia forte no caminho, mas bem pouco na Comunidade Kalunga – a Chapada tem isso.

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (5)

 

Saiba: A cachoeira santa Bárbara só fica turva (turva mesmo, de ficar marrom), em caso de tromba d’água.

Simmmm, meu povo. Vira e mexe ocorrem trombas d’água na Cachoeira Santa Bárbara. Até onde eu saiba, nunca houve mortes (graças a Deus). Por isso é sempre bom contar com a presença de um guia experiente, conhecedor do local e entendedor dos sinais que a natureza passa.

Eu nunca vi uma tromba d’água, mas presenciei uma enchente. A natureza tem uma força absurda. Saiba admirar e respeitar.

 

Capivaras

Como está mais difícil o acesso à Candaru, resolvemos fazer Capivaras mesmo. Esse momento foi particularmente gostoso. Havia muito sol!!

Saiba que pouco tempo após retornarmos dessa viagem as regras para visitação de ambas as cachoeiras mudaram (é, de novo…rs). Temos que atualizar cada postagem, mas para você não ficar esperando, pegue dicas no nosso grupo do Facebook: Chapada dos Veadeiros – Informações, Dicas e Companhia. Lá sempre tem alguém com dica quentinha.

Almoce na Comunidade Kalunga, sério. Em vez de querer colocar mil cachoeiras em um único dia, tire a tarde para saborear comida goiana, de roça! 

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (5)

 

5º dia – Parque Nacional Cânion 2 e Cariocas + Termais

Mais um atrativo que pode ser feito o ano in-tei-ri-nho! Esta trilha do Parque Nacional é minha preferida. A Cariocas é minha paixão de vida!

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (5)

 

 Ainda que a Cachoeira Cariocas (ou Carioquinhas), seja a minha preferida, foi na Cânion 2 que conseguimos curtir mais o banho, pois nela, pelo poço ser bem grande no diâmetro, a força das águas do Rio Pretinho (o Rio que desce pelo Parque Nacional), se dissipa. Ou seja, logo após o cânion, a força da correnteza não chega a ser algo perigoso. Obviamente que o que falo aqui não é via de regra, meu povo. Atenção sempre, especialmente se houverem nuvens carregadas na cabeceira. 

 

Saiba: O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros passará a ser administrado por uma empresa (concessão). O valor do ingresso será de R$ 17. Até a publicação desse post a entrada não estava sendo cobrada, assim que passar a ser eu aviso. 

 

Águas Termais do Morro Vermelho

As águas termais são sempre uma excelente pedida para o pós-cachoeira, fim de tarde e em época de chuva na Chapada dos Veadeiros. Não sendo talvez muito bem aproveitado em alta temporada, pois não são grandes. Nessa viagem, optamos por conhecer as Termais do Morro Vermelho. A gente der-re-teu naquelas águas morninhas! A missão maior foi ir embora.

Provavelmente uma das melhores opções para a época de chuva na Chapada dos Veadeiros. Sério, imagina você na água morninha, enquanto o clima do lado de fora é frio. Nós já conhecíamos as Termais do Éden, agora foi a vez de conhecer esta. Gostamos muito. Tivemos um fim de tarde/começo de noite agradabilíssimo! Vai ter post exclusivo sobre este ponto também, mas enquanto não fica pronto saiba: As termais do Morro Vermelho contam com estrutura de quiosque, lojinha, banheiro e uma magnífica área verde.

 

6 º dia – Parque Nacional (Carrossel e Saltos)

Outro dos mais buscados programas do Parque. Não esteve no nosso roteiro em novembro, mas muitas pessoas que estavam no Camping foram e conseguiram curtir. Estamos curiosíssimos para conhecer a trilha do Carrossel. Parece que há um mirante bem bonito por lá. As fotos que temos dos Saltos são antigas, então quando voltarmos ao Parque prometemos caprichar nos novos registros.

 

7º dia – Cristais e Loquinhas

Clubinho e Trilhinha. Essas denominações são bem apropriadas para a primeira e segunda cachoeira. A Cachoeira dos Cristais dispõe de toda uma estrutura para o bem estar do visitante. Já Loquinhas possui 2 caminhos, vários poços e um bom pedaço de trilha suspensa.

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (34)

 


Pronto, o roteiro para época de chuva na Chapada dos Veadeiros está fechado. Essas são as nossas sugestões, mas obviamente que há tantas outras opções. Por exemploCachoeiras Macaquinhos; Cachoeira do Segredo; Poço Encantado e tantas outras.

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (34)
Uma das quedas da Macaquinhos!

 

Em tempo: Este é o roteiro feito por mim e minha senhora, a Julia, do Blog Fora da Toca, nos dias que ela veio se aventurar no meu quintal (porque estou possessiva hoje…rs).


 

Cuidados a serem tomados na época de chuva na Chapada dos Veadeiros

 Trombas d’água/pedras escorregadias;

Para toda e qualquer cachoeira: Atenção à cabeceira. Quer se sentir seguro? contrate o guia. A probabilidade maior é de sempre dar certo. Mas não podemos dar a mínima chance pro azar.

Praticamente não há prejuízos em se estar na Chapada em períodos chuvosos, porém, alguns dos atrativos ficam com acesso mais complicado, como o complexo Rei do Prata  e a Cachoeira do Label. No caminho das duas há esses riozinhos de estrada. Quando chove o volume d´água se transforma em um problema para carros baixos, especialmente se a pessoa não tiver muita experiência em atravessá-los.

 

Época de chuva na Chapada dos Veadeiros – Além das Cachoeiras

Para passar esses dias por lá, levamos comida de Brasília, na intenção de cozinhar. Quase todos os dia tomávamos café da manhã no camping, pois o Viveiro possui toda a estrutura para isso. Mas a noite geralmente chegávamos exaustas demais. Alguns dos atrativos tomavam bastante tempo nosso e os que eram feitos em poucas horas, acabavam “casados” com outros. Enfim, se você não tem disponível uma cozinha equipada ou não faz questão de ter esse trabalho, alguns locais são excelentes opções na hora de matar o dragão que nos habita após horas de trilha e cachoeira. Nós fomos ao Restaurante Barú, Pizzaria Vila Chamego, Vendinha 1961 e, na noite das Termais do Morro Vermelho. Jantamos por lá (uma delícia por sinal, vai ter post falando sobre esse dia). Todas essas opções são válidas. Muito gostosas.

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (34)

 


É isso meus queridos!

Espero que tenham curtido essa postagem que há tempos queria fazer. Saiba que só fica difícil conhecer cachoeira quando chove pesado na região onde você pretende chegar.

o que fazer na Chapada dos Veadeiros em epoca de chuva - alto paraiso - sao jorge - goias (34) E aquilo que eu sempre falo: em Veadeiros não chove todo dia, nem o dia inteiro (muito menos em todo o território, que é imenso). Logo, pode estar desabando o céu em São Jorge e não cair uma gota em Alto Paraíso, por exemplo.

 Muitas vezes chove durante o dia e o céu se abre a tarde (ou vice-versa).

 Em caso de chuva pesada: descanse um pouco no camping/pousada que você estiver. Saia para uma prazerosa refeição na cidade; programe-se para conhecer a Gota Sat Son. Enfim, há tantas outras alternativas. De 8 dias nós deixamos de curtir cachoeira em apenas um.

 Deixamos a Santa Bárbara para o dia que os apps de clima nos indicavam menor probabilidade de chuvas. Deu mais que certo!

 


Ficou alguma dúvida? Use e abuse do espaço dos comentários. Deu certo sua programação? Venha aqui e nos conte como foi, vamos adorar saber!

#VivaLeve

 

Obs: As fotos que não estão com nossa marca d’água foram fornecidas pela Julia.


O Leve Sem Destino faz parte de alguns programas de afiliados, isso significa que se você fizer sua reserva através dos links parceiros encontrados abaixo, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

 

Hospedagem | Aluguel de Carros | Seguro Viagem


Mônica Rodrigues

Leonina, brasiliense de alma e coração, graduada em Administração em Comércio Exterior e apaixonada por tudo o que envolve o ramo (apesar de não atuar nele). Tem verdadeiro fascínio pelo desconhecido. Acredita que pessoas se tornam melhores ao se depararem com o externo/ diferente, o que foge da “bolha”. Se sente em paz ao viajar e carrega consigo seu namô e sua família pra onde quer que vá.

4 comentários em “Época de Chuva na Chapada dos Veadeiros: O que Fazer?

  • 22 de agosto de 2019 em 17:45
    Permalink

    Olá Mônica, tudo bem?
    Adorei o post, eu e meu namorado vamos no meio da segunda semana de dezembro e voltamos no meio da terceira semana, confesso que fiquei apreensiva, mas como você disse, é ESTE o momento e bora aproveitar!

    Muito obrigada pelas dicas e se estiverem de boa, iremos adorar a companhia!

    Resposta
    • 30 de agosto de 2019 em 23:18
      Permalink

      Gabrielle, tudo ótimo e vc!? 🙂

      Eu gosto de gente assim, que não tem medo de chuvas! heheheheh…
      Imagina. Fica de olho nos apps de clima. Acho que usamos o climatempo para marcar a ida à Santa Bárbara e deu certo.
      Também é aquilo que falei: raramente chove o dia todo, ou na Chapada inteira (que é gigante).
      Para maior segurança tenha a presença de um guia. Como você vai estar em período de boa movimentação na região, dá pra dividir com um grupo.

      Olha, nós vamos passar a virada lá. Tá quase certo isso. Vocês podia esticar mais um cadinho essa passagem pela Chapada né? hihihihi..
      Uma pergunta: vocês já reservaram hospedagem e veiculo? Se não, será que topam fazer as reservas pelos nossos links? Nos ajudaria muito!
      Booking e Rentcars

      Precisando de ajuda, chama a gente 😉

      Resposta
  • 6 de fevereiro de 2019 em 21:06
    Permalink

    Que legal. Como nunca fui na época das chuvas, sempre fiquei com curiosidade de saber como são as diferenças. E nossa, a gente quase não foi mesmo no Mirante da Janela porque todo mundo olhava para a nossa cara como se a gente fosse doido. Mas quer saber? O lugar é imperdível, e ou a gente conhecia na seca, ou não conhecia. Então fomos e foi demais! Mas bem puxada a caminhada, só doido como a gente mesmo rs.

    Resposta
    • 8 de fevereiro de 2019 em 11:45
      Permalink

      Fábioooo,

      olha, vocês tem razão quando dizem que tem que aproveitar a oportunidade. Se é AQUELE o momento, fechou! É puxado, a gente esperou porque moramos perto, né?

      Quando vocês voltarem aqui (independentemente do clima), deem um alô pra gente. Vamos adorar acompanha-los 😀

      Beijão

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *