XII Aldeia Multiétnica na Chapada dos Veadeiros

Foto de Capa: André Rodrigo Pacheco

Texto: Helena Castelo Branco

De 13 a 20 de julho, a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, em parceria com o Centro de Estudos Universais, realiza a XII Aldeia Multiétnica, na Chapada dos Veadeiros (GO). Com o tema “Festa das Crianças”, a 12ª edição celebrará as crianças indígenas. Até o momento, as etnias confirmadas para esta edição são Krahô (TO), Kayapó Mebengokré (PA), Fulni-ô (PE), Guarani Mbyá (SP) e os povos do Alto Xingu (MT). Cada uma apresentará as festas, costumes, tradições, ritos de passagem e brincadeiras relacionadas à infância, sob a perspectiva de diferentes culturas indígenas.

Em um novo local desde o ano passado, em 2018 o projeto firma-se como um Centro de Saberes na Chapada dos Veadeiros sobre os povos e comunidades originários e tradicionais, suas culturas e tecnologias sociais, com representantes indígenas como mestres facilitadores.

A localização privilegiada do espaço onde acontece o evento, o contato com o bioma Cerrado e a participação de indígenas e não-indígenas em uma programação de convivência profunda, que atravessa dias e noites, permitem que os participantes tenham contato de forma prática com fragmentos de diferentes culturas indígenas (como cantos, danças, ritos, arquitetura, artesanato, língua e pintura corporal), inserindo-se às atividades diárias de uma aldeia.Oficinas, feiras de artesanato, palestras, apresentações culturais, incursões pelo Cerrado e rodas de prosa são algumas das atividades que integram a programação. Durante as noites, rituais sagrados, cantorias e contação de histórias e lendas ao redor das fogueiras deixam a experiência ainda mais rica.

XII Aldeia Multiétnica na Chapada dos Veadeiros
Crédito: Anne Vilela
A Festa das Crianças

O escritor Daniel Munduruku costuma afirmar que a pior pergunta que pode ser feita a uma criança indígena é “o que você vai ser quando crescer?”. Segundo ele, à criança indígena é dado o direito de viver a infância sem preocupação com o futuro. O melhor tempo é o presente.

Nas comunidades indígenas, a infância é vivida e celebrada de forma muito intensa. É durante esta fase que os saberes tradicionais são compartilhados e a comunidade é fortalecida. As crianças são integradas a todas as atividades da aldeia. Aprendem a caçar, mexer com a roça, subir em árvores, nadar e conhecer o território onde vivem. Habilidades básicas para desenvolver a autossuficiência e a forma como darão continuidade às tradições de seu povo.

Como participar da XII Aldeia Multiétnica

É possível aderir ao pacote completo, de 7 dias de vivência, com hospedagem (em camping), alimentação (café da manhã, almoço e jantar) e acesso à programação completa e aos atrativos naturais do espaço (Cachoeiras Almécegas I e II e Rio Couros). Ou adquirir o bilhete diário de visitação, que permite participar das atividades das 14h às 18h.

XII Aldeia Multiétnica na Chapada dos Veadeiros

 

Informações completas aqui!


sudeste asiatico, por onde comecar - tailandia - laos febre amarela - anvisa

O Leve Sem Destino faz parte de alguns programas de afiliados, isso significa que se você fizer sua reserva através dos links parceiros encontrados abaixo, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

 

Hospedagem | Aluguel de Carros | Seguro Viagem

Gif por Marco Martina


Fábio Brasil

Brasiliense, formado em Ciência da Computação e louco por tecnologia. Assim que começou a ganhar um pouco de dinheiro e comprou um carro, passou a viajar bastante com sua namorada e parceira de blog, Mônica Rodrigues. Degustador amador de vinhos, cervejas e bons drinks. Pronto para aproveitar o melhor que a vida tem a oferecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em 2 anos, o cerrado foi devastado em cerca de 1 milhão de campos de futebol. E você pode ajudar. Saiba mais aqui!

A Chapada dos Veadeiros é de uma beleza ímpar, não é? Triste seria se isso tudo se perdesse...